Categorias

6 sinais que o seu carro está dando problema
21 jan

6 sinais que o seu carro está dando problema

Ter um carro envolve muitas responsabilidades! Além dos cuidados para uma direção segura, é preciso se preocupar também em manter o veículo sempre em bom estado. Para isso, é importante deixar a revisão em dia e estar sempre atento aos sinais de problema. Neste artigo, você vai descobrir seis sinais de que o seu carro está com algum defeito. 

6 sinais de problema no carro

1. Ruídos

Barulhos estranhos são sempre o primeiro sinal de que alguma coisa está errada com o carro. Em vista disso, é importante prestar atenção para identificar se o veículo está com algum problema.

Se você escuta ruídos quando passa por lombadas e buracos mesmo em baixa velocidade, pode ser um problema na suspensão. Se o barulho é contínuo nas rodas quando você passa por uma rua asfaltada, provavelmente os rolamentos estão danificados. E se o rangido acontece na hora de pisar no freio, pode ser hora de substituir as pastilhas.

2. Direção puxando para um dos lados

Se o volante está puxando para um dos lados, dificultando a direção, provavelmente se trata de um problema no alinhamento dos pneus. Quando o carro passa por um buraco ou bate as rodas em algum lugar, a referência dos graus de alinhamento pode ser perdida, o que faz a direção puxar para a direita ou para a esquerda. 

3. Volante trepidando

A trepidação no volante é uma das sensações mais desagradáveis na direção e pode ter muitas causas diferentes. É necessário conferir o estado dos pneus, fazer o balanceamento das rodas, e verificar os discos de freio. Além disso, é importante fazer uma revisão minuciosa do sistema de direção para identificar exatamente onde está o problema.

4. Aumento no consumo

Em um mundo onde o combustível está cada vez mais caro, ninguém pode se dar ao luxo de desperdiçar, não é mesmo? O aumento grande no consumo deve ser observado com cuidado porque pode ser sinal de algum problema no carro. Nesse caso, pode ser algum problema no sistema de injeção ou no próprio motor. Além de pesar bastante no bolso, esse problema pode prejudicar o desempenho do carro, então não é legal deixar para resolver depois.

5. Vazamentos

Você já notou algum tipo de vazamento no chão da garagem? Isso pode ser sinal de defeito! Existem várias situações que podem levar a esse tipo de problema, e o importante é correr para a oficina logo que você perceber o vazamento. Se a mancha no chão for escura e viscosa, o carro está vazando óleo. Se a mancha for clarinha, o motor está vazando água, o que pode levar ao superaquecimento

6. Fumaça

Carro sem defeito não emite fumaça, isso é fato! Independentemente da cor, é necessário correr para a oficina ao primeiro sinal de fumaça. Existem três cores possíveis. Se a fumaça é branca, é vapor de água, o que indica problemas no sistema de arrefecimento. Se a fumaça é preta, o sistema de injeção está com problema, isto é, há muito combustível sendo injetado no motor. E se a fumaça é azul, significa que o óleo está queimando dentro do motor.

 

Você sabia que a revisão previne acidentes de carro e ajuda a economizar?

Fazer a revisão regularmente é garantir que o seu carro está em boas condições de rodar pelas ruas sem causar acidentes. Falhas mecânicas podem prejudicar o desempenho do seu carro. O sistema de freios, por exemplo, se desgasta com o tempo, e quando as pastilhas estão danificadas, o tempo de frenagem é maior, o que pode ser bastante perigoso.

Além do mais, a manutenção preventiva é bem mais barata que a manutenção corretiva. Quanto mais tempo demora para resolver um problema no carro, mais a situação se agrava. Substituir as peças é uma tarefa bem mais trabalhosa e cara, por isso é importante corrigir os defeitos do carro logo que aparecem.

É interessante destacar que a substituição dos componentes originais pode impactar bastante na desvalorização do veículo. A originalidade das peças é essencial para segurar o valor de mercado do carro, logo fazer a revisão regularmente significa evitar perder dinheiro na hora da revenda.

Outro ponto importante é que a revisão é prevista como obrigatória por lei. De acordo com o inciso XVIII do artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro, é infração conduzir o veículo “em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído, prevista no art. 104”. Nesse caso, o infrator pode receber multa e pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

O ideal é fazer a manutenção preventiva do carro a cada 10.000 quilômetros rodados ou a cada seis meses. No entanto, essa frequência pode variar bastante de acordo com o ano do modelo e com a sua rotina. Se você costuma dirigir por estradas de terra ou por ruas com asfalto muito danificado, por exemplo, é melhor fazer uma visita na oficina antes disso. 

 

Gostou deste conteúdo? Saiba também quais são os erros mais comuns que proprietários cometem na hora cuidar do carro.

VOLTAR AO INÍCIO