Categorias

Fazer revisão no seu veículo é um investimento
13 ago

Fazer revisão no seu veículo é um investimento

Muito importante para preservar seu carro e a vida dos ocupantes, a revisão deve ser um compromisso periódico. Pelo menos a cada seis meses ou 10 mil quilômetros, você vai precisar fazer uma visita ao mecânico, em casos de seminovos ou carros usados. Já os carros novos precisam ser levados às concessionárias nas datas certas para não perder a garantia de fábrica. Se ainda tem dúvidas sobre a importância desse procedimento, vamos te explicar melhor.

A principal função da revisão é manter o carro funcionando com qualidade, além de torná-lo seguro para os motoristas e os passageiros. Esse investimento pode te privar de prejuízos futuros, por isso, não vale a pena negligenciar aquele probleminha que parece não ser nada.

Com a revisão, o profissional irá te informar se há a necessidade de trocar alguma peça ou fazer algum reparo. Em alguns casos, ele pode até dizer que dá para esperar mais um pouquinho. Mas se deixar o problema se agravar, a manutenção corretiva pode doer muito mais no seu bolso.

Cuidar bem do seu veículo também pode valorizá-lo no momento da revenda, afinal, um carro bem cuidado se torna muito mais atraente para o comprador que não terá que investir em consertos. Em vez de considerar a revisão como mais um gasto, pense nisso como um investimento. Para torná-lo viável dentro do seu orçamento, se planeje para separar uma quantia de dinheiro mensalmente para este fim.

 

A melhor saída para evitar multas

Você sabia que conduzir um carro sem revisão pode resultar em multa? Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é infração conduzir o veículo “em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído”. A infração é de natureza grave e está prevista no artigo 230, inciso XVIII. Além da multa, o condutor pode perder 5 pontos na CNH e ter o veículo retido.

Com certeza não vale a pena correr esse risco.

 

Mesmo sem sair da garagem...

A partir do momento em que seu carro sai da garagem, ele está sendo exposto ao impacto de vários agentes: o clima, a má condição das estradas, a poeira, a maresia, entre outros. Fora o próprio desgaste das peças do automóvel, seja pelo tempo ou pelo mau uso.

Curiosamente, até mesmo o carro parado na garagem precisa de revisão. Se esse for seu caso, não deixe de conferir se o óleo não está vencido e se a bateria não arriou pela falta de uso, por exemplo.

Saiba quando deve trocar o pneu do carro

 

Fique atento à época da revisão

O manual do veículo é a melhor fonte de informação para checar as especificidades de cada modelo: no que e quando precisa realizar alguma manutenção. O comum é fazer um check-up a cada seis meses ou 10.000 km, mas antes mesmo desse período, o carro pode apresentar sinais de que algo não está funcionando bem como deveria.

Sintomas como barulhos, mau funcionamento no freio, acelerador, direção e câmbio não podem ser ignorados. Se notar aumento no consumo de combustível, uma luz que não pára de piscar no painel ou a impressão de que o velocímetro está desregulado, por exemplo, é preciso verificar.

Alinhamento de pneus: saiba quando é necessário fazer

 

Concessionária ou oficina

Dependendo da idade do seu carro, os cuidados podem ser os mesmos, mas o local dos procedimentos é diferente. Enquanto um carro zero km precisa ser levado à concessionária para revisões obrigatórias, sob pena de perda da garantia de fábrica, um carro seminovo ou usado dá mais liberdade ao proprietário.

Essa diferença também pode impactar no bolso, afinal, o serviço prestado pela concessionária pode ficar mais caro. Se o veículo for caro, a troca de peças e outros ajustes também podem ser, principalmente se houver necessidade de importação. Os populares, por sua vez, podem ser mais econômicos.

Já os carros usados ou seminovos, se bem conservados, já passaram por algum tipo de revisão antes de chegar ao último dono. No momento da compra, vale verificar que ajustes já foram feitos e checar a quilometragem para planejar qual a próxima revisão. A liberdade de levar seu carro ao mecânico da sua escolha também possibilita que os valores cobrados sejam mais em conta.

A dica de ouro é buscar por profissionais confiáveis e entender ao menos o básico sobre a mecânica do seu veículo, para não ser passado para trás ou pagar por manutenções desnecessárias.

 

Confira o Guia Completo de Segurança Veicular!

VOLTAR AO INÍCIO