Categorias

Carros sustentáveis: modelos mais econômicos de 2020
25 nov

Carros sustentáveis: modelos mais econômicos de 2020

A cada ano que passa a sustentabilidade é levada mais a sério, sendo adotada por governos, indústrias e também pelos consumidores. Hoje, a população já sente os efeitos dos danos causados ao meio ambiente, o que gera preocupação com as gerações futuras. E é claro que a indústria de automóveis também está investindo em tecnologias cada vez mais sustentáveis.

É comum que as pessoas considerem os motores elétricos como os menos agressivos à natureza, mas há diversos fatores que definem o quão ecológico é um veículo. Isso significa considerar o rendimento do combustível, o nível de emissão de gases de efeito estufa, o impacto ao meio ambiente e até a forma de produção. 

Para ajudar o consumidor a escolher o modelo que mais economiza em combustível e, portanto, emite menos gases poluentes, o Inmetro realiza uma série de avaliações. Esses dados são interessantes para se considerar, pois o bom rendimento do combustível significa também economia no abastecimento para o proprietário do veículo.

No ranking de consumo, a nota “A” se refere à melhor eficiência no gasto de energia, enquanto a nota “E” é dada aos carros com pior desempenho. É semelhante à avaliação de eletrodomésticos.

Confira os 5 carros mais econômicos, segundo o Inmetro. A avaliação considerou o consumo de energia, gasolina e etanol em 2020.

5 carros mais econômicos de 2020

1. Chevrolet Onix Plus

Considerado o Sedã mais vendido do país, o Chevrolet Onix Plus também ganha em economia. A versão 1.0 LT manual foi avaliada com Nota A. O veículo rende 14,3 km/l de gasolina na cidade e 17,7 km/l, na estrada. Já de etanol, o gasto é de 10,1 km/l no espaço urbano e 12,5 km/l na estrada. O consumo energético é de 1,34 MJ/km.

O Onix também chama a atenção por ser o primeiro carro do segmento a ter conectividade por wi-fi. O serviço é prestado através de operadora de internet. Esse veículo também tem baixo custo de manutenção e muito espaço no seu interior.

2. Toyota Corolla

Lançado em 1966, o modelo levou 10 anos para atingir 5 milhões de exemplares emplacados. Mas depois do endurecimento das normas de emissão de gases poluentes pelos Estados, a venda do Corolla cresceu em proporções geométricas. A previsão é que atinja 50 milhões de veículos vendidos mundialmente até 2021.

A versão considerada mais econômica pelo Inmetro é a 1.8 Altis Hybrid CVT. Ela consome 1,38 MJ/km de energia. Seu motor flex gasta cerca de 10,9 km/l de etanol no meio urbano e 9,9 km/l na estrada. Já de gasolina, rende 16,3 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada.

3. Renault Kwid

O Renault Kwid Life já tinha um histórico de ser um carro acessível. Em 2020 ele sofreu reajuste de preços, mas ainda integra o Top 5 de carros mais baratos vendidos no Brasil. A versão 1.0 Life manual de 5 marchas é considerada a mais econômica. Seu custo energético é de 1,39 MJ/km.

Quando se utiliza o etanol, é possível rodar 10,3 km/l dentro da cidade, e 10,8 km/l fora. Já a gasolina tem consumo de 14,9 km/l na cidade e rende 15,6 km/l na rodovia. A economia também é orientada pelos sistemas Eco Scoring, que avalia a condução do motorista, e Eco Coaching, que orienta a dirigir de forma mais econômica.

4. Chevrolet Onix Hatch

Depois da primeira geração se tornar a mais vendida do país, o Chevrolet Onix Hatch de 2020 recebeu algumas alterações de tamanho. Ele cresceu em comprimento, ganhou espaço interno no banco traseiro, mas perdeu em bagageiro.

Com motor 1.0 aspirado, de três cilindros, essa versão ocupa o quarto lugar entre os mais econômicos segundo o Inmetro. Na cidade, o etanol rende 9,9 km/litro contra 11,7 km/litro na estrada. Já com gasolina, o rendimento passa para 13,9 km/litro no meio urbano e 16,7 km/litro na rodovia. O consumo de energia é de 1,40 MJ/km.

5. Fiat Mobi Drive

Conhecido como um dos modelos mais baratos do Brasil, o Fiat Mobi Drive é considerado um carro de estrada. Por ser compacto, ele é indicado para quem não precisa de muito espaço e tem a vantagem de facilitar a manobra.

Porém, este foi o último ano das versões Drive e Way. O hatch agora conta apenas com as versões Easy e Like. Mas pela avaliação do Inmetro, o Drive está no Top 5 de economia. Ele possui motor Firefly 1.0 de três cilindros, seis válvulas e câmbio manual.

O gasto energético é de 1,43 MJ/km. À gasolina, a versão rende 13,8 km/l na cidade e 16,4 km/l na estrada. Já no etanol, ele roda 9,7 km/l no meio urbano e 11,5 km/l em rodovia.

Carros elétricos

Para quem tem condições de investir em carros ainda mais sustentáveis, os modelos elétricos são considerados os mais ecológicos. Por utilizar a eletricidade como fonte de energia, esses carros não emitem gases poluentes, além de serem considerados bastante silenciosos. No entanto, essa tecnologia ainda é bastante cara.

Um Audi e-tron, por exemplo, foi lançado no Brasil por R$ 459.990. O veículo é totalmente elétrico e foi o primeiro da marca a ser produzido em série. O SUV conta com dois motores elétricos com até 408 cv.

Já o Bolt EV da Chevrolet foi lançado por R$ 209.990, com potência de 203 cv. Enquanto o Golf GTE, da Volkswagen, com potência de 204 cv, valia R$ 199.990 no lançamento.

 

Existem ainda outros modelos vendidos ou aguardados no Brasil, mas essa tecnologia ainda está longe de ser popularizada.

VOLTAR AO INÍCIO