Categorias

Itens que serão obrigatórios no carro até 2023
19 abr

Itens que serão obrigatórios no carro até 2023

Ao longo dos anos, a indústria automotiva desenvolveu diferentes peças e equipamentos que aumentam a segurança e facilitam o dia a dia do condutor. À medida em que novas tecnologias veiculares surgem, o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) adaptam as leis para proteger os motoristas e passageiros. 

Muitos itens que já foram considerados acessórios de carros de luxo hoje são indispensáveis na fabricação de novos veículos. Pára-brisa laminado, retrovisor do lado direito e pisca alerta são alguns desses equipamentos que se tornaram obrigatórios pela legislação brasileira.

Neste post, você vai descobrir quais itens se tornaram obrigatórios nos últimos anos e quais ainda serão obrigatórios até 2023.

 

Itens que se tornaram obrigatórios em 2020

Veja a seguir alguns dos itens mais recentes a entrar na lista de equipamentos obrigatórios para novos veículos no Brasil.

 

Isofix

O Isofix é o novo padrão internacional para fixação de sistemas de retenção infantil (SRI). Em outras palavras, as cadeirinhas de criança agora serão presas em ganchos soldados na carroceria do veículo. O novo modo de fixação é mais seguro porque é menos suscetível a erros de instalação do que o uso do cinto de três pontos. Além disso, os ganchos não permitem folgas. 

De acordo com a Administração Nacional de Segurança Rodoviária dos EUA (NHTSA), o Isofix pode reduzir em até 40% o risco de lesão grave em crianças. A norma brasileira exige desde de 2018 que os novos carros produzidos tenham o dispositivo em pelo menos um assento. 

 

Cintos de três pontos

Não há como negar a importância do cinto de segurança na proteção do motorista e dos passageiros de um veículo. O que mudou com a nova legislação é a obrigatoriedade do cinto de três pontos, que protege o corpo pelo abdômen e pelo tórax.

A Volvo, empresa que desenvolveu o cinto de três pontos em 1959, indica que o dispositivo reduz em ao menos 45% o risco de morte em acidentes. O equipamento é obrigatório em todos os assentos de carros novos desde 2020.

 

Encosto de cabeça central

A princípio, a obrigatoriedade do encosto de cabeça central pode parecer um exagero. A verdade, no entanto, é que o encosto de cabeça não é um item de conforto, nem estético. O apoio serve para proteger o pescoço e a cabeça dos passageiros em caso de acidente, evitando o efeito chicote, que é o movimento brusco da cabeça para frente e para trás após uma colisão. 

Assim, o encosto pode reduzir o risco de lesões no cérebro e na coluna cervical, uma proteção que o cinto de segurança não consegue oferecer. Os veículos produzidos a partir de 2020 entram nessa regra.

Confira o nosso guia completo de segurança veicular.

 

Itens obrigatórios até 2023

Agora conheça os itens que serão obrigatórios em todos os veículos novos até 2023.

 

Controle eletrônico de estabilidade (ESP)

O controle de estabilidade é um sistema eletrônico que age individualmente no freio de cada roda para corrigir a trajetória do automóvel em casos de perda de aderência dos pneus. O dispositivo também cuida do controle de tração e do assistente de partida em subida.

O controle eletrônico de estabilidade evita a perda de controle do veículo durante manobras bruscas ou em curvas com alta velocidade. O item será obrigatório para novos veículos a partir de 2022.

 

Luzes de rodagem diurna (DRL)

As luzes de rodagem diurna acendem e apagam automaticamente com a partida e o desligamento do carro. Esse sistema de iluminação não tem o objetivo de iluminar a via, mas sim de tornar o veículo mais visível durante o dia e reduzir o risco de atropelamentos e colisões.

A importância das DRL se relaciona com o uso de faróis mesmo durante o dia. Dados da NHTSA indicam que o uso de farol baixo reduz em 12% os acidentes envolvendo ciclistas e em 5% das colisões entre veículos. Todos os novos veículos produzidos a partir de 2023 serão obrigados a ter as luzes de rodagem diurna.

 

Barras de proteção lateral: um projeto ainda em discussão

As barras de proteção lateral são reforços estruturais resistentes a impactos. Esses equipamentos de segurança ficam na parte interna das portas e servem para proteger os ocupantes de colisões laterais. 

Apesar da invenção ser antiga e já estar presente em muitos veículos, a obrigatoriedade das barras de proteção lateral ainda é um projeto em discussão no Brasil. O Projeto de Lei 1593/20 traz dados de estudos suecos que mostram que a presença dessas estruturas reduz em 54% a ocorrência de lesões moderadas ou graves.


Quer se manter sempre atualizado sobre essas e outras tendências do mundo automotivo? Inscreva-se na nossa newsletter e não perca nenhuma novidade!

VOLTAR AO INÍCIO